Praia, Piscina, Churrasco

Como cuidar da piscina do condomínio

como cuidar da piscina do condomínio

Com a chegada do calor é inevitável não prestar atenção naquele cantinho mais requisitado do condomínio: a área da piscina!

E para quem é encarregado de cuidar da manutenção do condomínio é também a hora de redobrar os cuidados. Isso por que é muito perigoso deixar a piscina sem tratamento, a água pode ser um foco de doenças para os banhistas e também para aqueles que nem frequentam o local: o mosquito da dengue, por exemplo, pode se reproduzir em águas paradas.

Em muitas cidades a legislação municipal determina que as piscinas de uso coletivo tenham supervisão de um responsável técnico. É este profissional quem irá determinar os procedimentos a serem adotados. Conheça algumas das orientações mais comuns, e a frequência com que costumam ser adotadas, e siga sempre o indicado pelo profissional contratato.

Todo dia

Filtragem: deve ser feita por 4 a 8 horas, de acordo com instruções do fabricante do filtro. Em dias de tratamento deve ser feita após a realização dos mesmos.

A cada dois dias

Controle do cloro:  o cloro deve ser aplicado à noite para fins de evitar a evaporação. Na manhã seguinte use o estojo para teste de PH/ Cloro e meça a proporção de cloro livre, que deve estar entre 1 e 3 ppm. Acima e abaixo destes níveis, o uso da piscina deve ser suspenso. Se abaixo pode ser insuficiente para combater microorganismos, se acima pode causar irritações nas mucosas dos banhistas.

Conheça mais produtos para piscina aqui.
Confira mais produtos para piscina aqui.

Uma vez por semana

Limpeza das bordas: use  escovas de cerdas macias ou a parte macia de esponjas de cozinha. Utilize produtos de limpeza específicos para piscina, os chamados limpa-bordas, pois outros podem contaminar a água.

Conheça mais produtos para piscina aqui.
Confira mais produtos para piscina aqui.

Retrolavagem do filtro: é necessária para manter a qualidade do equipamento, livrando-o de resíduos filtrados. Leva em torno de cinco minutos e depois de feita o processo de enxágüe deve ser feito durante 1 minuto para evitar que a água suja volte para a piscina.

Algicida: o algicida é usado para eliminar algas e não deve ser usado no mesmo dia da cloração.

Conheça mais produtos para piscina aqui.
Confira mais produtos para piscina aqui.

Supercloração: pode ser necessária em épocas de muito uso da piscina ou após períodos de muita chuva, por causa do acréscimo de água não tratada.

Duas vezes por semana

Controle do pH: O pH da água deve ficar entre 7 e 7,4 medido por fita de teste ou kit colorimétrico. Deve ser feito antes de qualquer tratamento químico, exceto nos dias em que forem adicionados à água produtos com hipoclorito de sódio, dicloros e tricloros. O pH fora do padrão causa irritações nos olhos e pele dos banhistas, danifica o equipamento de filtragem e tira a eficiência do cloro. 

Quando necessário

Clarificação e decantação: devem ser realizadas após controle da alcalinidade e do pH. Quando a água continua turva, durante a filtragem adiciona-se clarificador. Em casos críticos será necessário aspirar o fundo. Se não houver muita sujeira acumulada, a própria filtragem elimina as impurezas depositadas pelo tratamento químico.

Conheça mais produtos para piscina aqui.
Confira mais produtos para piscina aqui.

Importante

Ao lidar com produtos químicos, use luvas e óculos de proteção, e armazene os produtos em local arejado e longe de crianças e animais domésticos. Sempre respeite as dosagens recomendadas pelo responsável técnico. Em caso de embalagens com vazamento retire-as imediatamente do local e não tente reaproveitar material que escapou da embalagem. Alguns produtos químicos não devem ser misturados. 

2 thoughts on “Como cuidar da piscina do condomínio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *